sonho

Esta é a aventura de um sonho. Durante a noite, o sonho saíu do corpo de quem sonhava e foi ver como o mundo era na realidade. O pior é que foi perseguido pelo pesadelo, que viu ali uma janela de oportunidade para ir aterrorizar esse mundo que o sonho visitava pela primeira vez.
Havia cerca de 100 metros de distância entre um e outro, numa esburacada e mal iluminada rua secundária. O sonho via oportunidades em tudo: ali naquele segundo andar vive a cara metade do corpo que o aloja, observava os casais a dormir e a fazer amor, deliciou-se com os cheiros dos restos do jantar e percebia, por um minuto, porque surgia tantas vezes quando o corpo que o continha estava menos preocupado. Mas o pesadelo vinha atrás, e a tal cara metade ia ser a pior dor de cabeça do corpo. Os casais gritavam discutiam, alguns dormiam em quartos separados e o cheiro dos restos era repugnante.
Chegava a madrugada e com ela a obrigação de retornarem e retomarem o seu lugar no corpo que era a sua vida.
No dia seguinte, depois de acordar, X não se lembrava de nada. Mas estava indeciso entre ficar alegre ou chateado. Tinha sido estranha toda a noite…

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s