paranóia

Esta é a aventura entre um rapaz e uma rapariga. Ambos tinham corpos perfeitos, belos e com proporções ideiais, mas bastou alguém mais magro apontar umas gorduras localizadas para eles entrarem em pânico. Fizeram um acordo secreto e lacraram-no com o próprio sangue. O objectivo era perder peso, muito peso. A luta começou contra a alimentação e quanto menos comiam mais acreditavam estar gordos.
Passados uns meses já pais, amigos e colegas sabiam o que se estava a passar. Tentaram em vão chamá-los à razão, primeiro com conversas depois com especialistas.
Os dois jovens queixavam-se que estavam muito gordos e que os seus 50 e 39 kgs eram horrorosos. Nem queriam ir à rua com vergonha de serem apontados e gozados.
Surgiram médicos especialistas, ginásios preparados, nutricionistas e demais conselheiros.
Os jovens fugiram de casa, crendo que estavam a ser alvo de estudos governamentais. A paranóia ia subindo, o descernimento já não existia.
Passado um ano, os jovens desapareceram. Mas ainda estavam bem vivos, só que eram tão magros como um risco e ninguém os conseguia ver.
As buscas cessaram. Os pais choraram. E o casal continuou a achar-se gordo.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s