temporal

Para aproveitar o temporal que se tem sentido e vivido, principalmente em Lx, há inúmeras actividades que se podem fazer. X pensou e escolheu uma das possibilidades. Usando o seu guarda-chuva tipo golfe, subiu ao telhado e abriu-o. Num instante estava a voar a 120 km/s hora, tenho ultrapassado o rio sem pagar portagem e chegar ao Barreiro em menos de 5 minutos. Aí bebeu um copo, enxaguou-se e preparou-se para outra viagem. Chegou a Porto Brandão, comeu uns belos grelhados, depois muniu-se de uma espécie de leme, pois o caminho de regresso, contra o vento, teria que ser feito aos ziguezagues. Assim o fez, chegou à sua cidade e, de colina em colina, foi avisando os bombeiros e a protecção civil das eminentes derrocadas de prédios abandonados e árvores em mau estado.
Deu-se satisfeito pelo trabalho realizado e, tal e qual a Mary Poppins, desceu com suavidade até à entrada do seu prédio. Estava na hora de passear o cão. Atou-lhe uns cintos e ambos partiram a voar para os melhores jardins da cidade.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s