Fidelidade

Esta é a aventura de um homem solitário que encontrou no seu cão o fiel e mais corajoso amigo do mundo. Chegou a divorciar-se da mulher ao fim de uns anos de razoável união, devido a ela não gostar do seu Kaiser. Este pastor alemão de porte altivo e inteligência acima da média de alguma população, acompanhava-o para todo o lado. Ficava à porta do emprego até que ele saísse, ia à banca de revistas buscar o jornal matinal, garantia-lhe protecção na rua e em casa e, acima de tudo, estava sempre contente por ter o dono ali a seu lado.
O Kaiser fez mesmo um esforço sobre-canino para que a ex-dona gostasse dele, dando-se bem com o velho gato que ela trouxe para casa e com o piriquito que nunca se calava. Mas tal não foi suficiente e o canino arranjou uma depressão, à imagem do seu dono.
Ficaram mais ou menos felizes quando ela se foi embora, mais ou menos contentes com a companhia um do outro, mais ou menos satisfeitos por viverem novamente com calma e silêncio.
Mas algo faltava nesta vida. E esse algo era, novamente, a companhia feminina.
Juraram um ao outro encontrar a resposta ao mesmo tempo, indo passear para a expo ou visitar feiras caninas e outros acontecimentos do género. Inscreveram-se em clubes, iam a passeios organizados, participaram em festas. Mas nada surgia ou acontecia.
O tempo ia passando, eles iam ficando menos jovens. O Kaiser começava a denotar alguns problemas de saúde, até que adoeceu.
O seu dono nunca mais foi o mesmo, tentou por tudo curá-lo gastando o dinheiro que não tinha.
Já quase no fim da linha, o Kaiser mostrou que queria ir à rua por uma última vez. Estava, inclusivé, muito obcecado com isso. Já lá fora, apontou o nariz para um jardim e levou o seu dono até lá.
Nesse jardim estava uma senhora com uma cadela velhota. Kaiser foi sentar-se ao pé dela e os dois cães ficaram juntos a tarde toda, enquanto observavam os seus donos a interagir.
Trocaram telefones e regressaram a casa. Passados uns dias, a senhora telefonou dizendo que a sua cadela tinha morrido. Os dois juntaram-se a ela e o Kaiser, depois de um longo olhar para o seu dono, fechou também os olhos. Tinha encontrado o novo amor da vida do seu dono e já podia ir em paz.
O homem e a mulher casaram e adoptaram dois canitos recém-nascidos.
Ainda hoje estão juntos.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s