dor

Esta é a aventura de um homem que sofria de enxaquecas. As dores eram tantas que lhe provocavam desde náuseas à vontade de terminar com tudo. Não conseguia trabalhar, pois elas atacavam-no sem aviso, dó ou piedade. Não conseguia manter um relacionamento estável, porque as mulheres não acreditavam quando ele se desculpava com uma dor de cabeça. Não conseguia ver um filme inteiro, ouvir um disco do princípio ao fim. Resumindo, as dores eram tão fortes que ele até via estrelas.
Foi ao ler uma reportagem sobre as viagens ao espaço abertas a clientes muito endinheirados que decidiu, já que “via estrelas”, vê-las realmente.
Vendeu todos os seus pertences, que eram alguns, pediu dinheiro emprestado ao banco, reuniu uma quantia elevada de dinheiro. E comprou aos russos a sua viagem ao espaço.
Sentia-se muito nervoso antes da partida, sentado quase de pernas para o ar e dentro de um fato que não o deixava movimentar-se. Mas, depois de todo o barulho e forças Gs do arranque do foguetão, a enxaqueca que o dominava começou a atenuar-se. Depois passou a uma ligeira dor de cabeça. E quando entrou em órbita deixou de sentir qualquer dor.
Ficou radiante!
Momentos antes do regresso, pediu aos seus colegas de vôo que o deixassem ir lá fora, para sentir de perto as estrelas. E a vida.
Assim o fizeram mal sabendo que a ideia era outra. O homem fechou a porta atrás de si e rebentou com o mecanismo. Era impossível conseguir metê-lo novamente dentro da nave.
O homem sabia disso e, à janela, sorriu e despediu-se com um adeus.
Transbordava felicidade e olhou para o seu planeta, cada vez mais distante.
A dor, essa, nunca mais surgiu.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s