anti-virus

Esta é a aventura de um homem viciado em cinema e música, produtos taxados com imposto de luxo e iva no seu máximo. A vida não estava para grandes gastos, mas ele gostava de viver as aventuras dos protagonistas dos filmes e seriados, assim como ouvi-las nas letras e melodias dos variadíssimos artistas que gostava e ia conhecendo. Logicamente, este homem usava a internet para sacar o máximo de “informação”. Quando lhe perguntavam se se sentia bem ao roubar os direitos dos autores, ele respondia sempre da mesma forma: tinha também sido um autor e nunca recebeu os totais direitos a que tinha, enfim, direito.
Até que um dia o drama aconteceu. Os filmes que queria ver traziam virus. As músicas, outra bicharada. O seu computador foi-se abaixo mais que uma vez. Mas ele continuava, mesmo sabendo o grande risco de ser infectado. Ora isso aconteceu por várias vezes até o fartar.
Decidiu ser um vingador! Vestiu uma armadura, armou-se de um cabo de alimentação e fez um upload a si próprio. Demorou tempo a conseguir meter todo o seu corpo na internet, mas uma vez lá chegado, começou a inquirir quem encontrava onde podia conhecer o tal de Virus. A primeira pergunta foi a uma miúda bem gira chamada Wikipedia. Respondeu-lhe que era por ali, depois virava à esquerda e seguia sempre em frente. Logicamente e conhecendo a reputação da Wikipedia faltar à verdade, decidiu-se pela direita. Deu de caras com o Sr. Google, um cota simpático sempre sentado no meio da sua biblioteca virtual e com as mãos agarradas a agendas de contactos e coisas do género. O Sr. Google disse-lhe que não seria muito fácil explicar o caminho por palavras até ao maldoso Virus e aconselhou-o a pedir ajuda ao seu enteado, o puto-maravilha Youtube.
O homem foi até lá, apanhando o comboio rápido na linha Adsl 24 megas, pois a T1 estava fechada para obras de melhoramento. Chegado à porta do Youtube, ainda ficou interessado em olhar para o que uma gentil senhora vendia. Esta tinha vindo da Amazón(ia) e era já uma sua conhecida de tempos idos, quando só havia dvds nos EUA. Ela reconheceu-o e sorriu-lhe um desconto de 20%. Mas o homem estava decidido a encontrar o tal de Virus. Bateu finalmente à porta do Youtube que a abriu numa grande algazarra, cheio de filmes pequeninos que berravam por todo o lado. Ouviu a sua pergunta com atenção e escolheu um filmeco obscuro e quase desconhecido para a maioria dos internautas. Deu-lhe um conselho muito útil que era adquirir um anti-virus original, sem ser sacado das entranhas do seu mundo. Com sorte, conseguiria encontrar o Virus e teria assim uma arma que o ajudaria a vencê-lo.
Depois de ver o caminho, o homem finalmente encontrou a casa do Virus. Era uma porta blindada, com imensas fechaduras e trancas. Vestiu o fato novo que era uma máscara integral de um Panda e tocou à campainha.
A porta abriu-se e num repente o homem foi atingido por inúmeros projécteis, quais balas perfurantes e dolorosas. Era o primeiro ataque do Virus que tentava encontrar um espaço aberto na sua carapaça de panda. O homem aguentou-se firme e ia avançando lentamente e com muito esforço até ao trono do Virus. Depois de uma luta desigual, conseguiu fitá-lo frente a frente, agarrando-o com força pelo pescoço. Só que o Virus mantinha-se forte e manhoso. Era um Virus muito importante que tinha conseguido infectar muitos milhões de computadores.
Lutaram durante todo um dia até que o homem, exausto, começou a perder faculdades e defesas. O Virus estava radiante. Tinha conseguido quebrar o fato Panda e a luta aproximava-se do fim.
Restava uma última hipótese ao homem: carregar no botão de auto-destruição. Perderia toda a sua memória, todos os dados, acontecimentos que tinha registado, todas as músicas, filmes e documentos que eram importantes na sua vida. Mas a explosão seria tão forte que também irradicaria o Virus do mundo.
O botão estava logo ali e com muita dificuldade, aproximou o dedo e tocou-o. Teria ainda força para pressioná-lo?

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s