ciclo

Esta é a história de uma aventura com sono. Não dormia bem há uns tempos, deitava-se tarde e acordava cedo, andava a sentir-se cansada, dorida e, muitas vezes, acordava toda partida.
Queria aventurar-se numa nova vida, mas era difícil. Já estava velha, com pouco ânimo e nada de anormal lhe tinha acontecido ultimamente.
Mas uma aventura é uma aventura e sentia sempre a necessidade de ir procurar qualquer coisa a cada nova manhã. Aventurava-se pelas ruelas de bairros típicos, pelas praças, pelos jardins secos e agonizantes com a falta de trato e água, andava por todo o lado, até que escurecia e regressava a casa.
Aí ficava triste pois era todo um dia que passava sem que nada acontecesse.
Os dias foram passando, os meses, os anos e, por fim, a aventura desistiu. Hoje já ninguém gosta de ficar sentado a ouvir uma nova história, ninguém é fã de jovens aventureiros e dos seus cães, poucos dão importância à grande qualidade narrativa, criativa e, algumas vezes, original.
Com o fim dos seus dias a aproximar-se, a aventura decidiu deixar registadas todas as suas histórias, das mais fantásticas às mais ousadas, das inacreditáveis às realistas, das enternecedoras às diabólicas.
Deixou tudo num molho de folhas escritas à mão, com caligrafia bonita e imaculada.
Anos depois da aventura ter sido esquecida por todos, houve um puto novo que descobriu as folhas amareladas e cheias de pó. No intervalo de um jogo online, começou a lê-las e não conseguiu parar. Decidiu passar tudo para word. Depois convidou uns amigos jogadores para lerem o que tinha descoberto e todos se entusiasmaram a tal modo que, um deles, teve a ideia de passar todas as histórias para o formato de um jogo online. Outros fizeram os videos, a música, as vozes off, o site, blog e facebook e tudo o mais.
Num ápice, como só a internet permite, as novas aventuras da velha aventura estavam na boca de toda a gente, no monitor de toda a gente e no teclado de toda a gente.
Trocavam-se emails com truques para chegar mais longe, sms com pedidos de ajuda num quebra-cabeças, fizeram-se forúns de discussão, sites de fãs…
A aventura estava de novo a ser vivida de uma forma tão mágica que nem ela própria teria pensado que tal aventura pudesse acontecer.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s