Timing

Esta é a aventura de um homem que ficou parado no tempo.
Não à espera dele, mas nele. No próprio tempo.
Pela esquerda passava-lhe um tapete rolante do passado para o futuro.
Pela direita, do futuro para o passado.
O homem podia escolher uma qualquer direcção, assim como uma qualquer época, data, dia ou hora.
Mas com tanta possibilidade nunca se decidiu e foi por isso que ficou parado no tempo.
E ainda lá está.

Advertisements

1 Comment

Filed under Uncategorized

One response to “Timing

  1. Ana Oliveira

    não ficou sozinho….

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s